quinta-feira, 22 de maio de 2014

JÓ CLAMA MISERICÓRDIA DE DEUS.



Então Jó respondeu, dizendo: Tenho ouvido muitas coisas como essas; todos vós sois consoladores mo
lestos. (Jó 16:1 e 2)

Não terão fim essas palavras de vento? Ou que é o que te provoca, para assim responderes? Eu também poderia falar como vós falais, se vós estivésseis em meu lugar; eu poderia amontoar palavras contra vós, e contra vós menear a minha cabeça; poderia fortalecer-vos com a minha boca, e a consolação dos meus lábios poderia mitigar a vossa dor. Ainda que eu fale, a minha dor não se mitiga; e embora me cale, qual é o meu alívio? Mas agora, ó Deus, me deixaste exausto; assolaste toda a minha companhia. Tu me emagreceste, e isso constitui uma testemunha contra mim; contra mim se levanta a minha magreza, e o meu rosto testifica contra mim. Na sua ira ele me despedaçou, e me perseguiu; rangeu os dentes contra mim; o meu adversário aguça os seus olhos contra mim. Os homens abrem contra mim a boca; com desprezo me ferem nas faces, e contra mim se ajuntam à uma. Deus me entrega ao ímpio, nas mãos dos iníquos me faz cair.

Descansado estava eu, e ele me quebrantou; e pegou-me pelo pescoço, e me despedaçou; colocou-me por seu alvo; cercam-me os seus flecheiros. Atravessa-me os rins, e não me poupa; derrama o meu fel pela terra. Quebranta-me com golpe sobre golpe; arremete contra mim como um guerreiro. Sobre a minha pele cosi saco, e deitei a minha glória no pó. O meu rosto todo está inflamado de chorar, e há sombras escuras sobre as minhas pálpebras, embora não haja violência nas minhas mãos, e seja pura a minha oração. Ó terra, não cubras o meu sangue, e não haja lugar em que seja abafado o meu clamor! Eis que agora mesmo a minha testemunha está no céu, e o meu fiador nas alturas. Os meus amigos zombam de mim; mas os meus olhos se desfazem em lágrimas diante de Deus, para que ele defenda o direito que o homem tem diante de Deus e o que o filho do homem tem perante, o seu próximo. Pois quando houver decorrido poucos anos, eu seguirei o caminho por onde não tornarei. (JÓ 16:3 a seguir)



 Postado Ismael L. Queiroz.

sábado, 17 de maio de 2014

Oração




Pai faça-me forte como uma muralha, que resiste a ação do tempo.
Flexível como o bambu, que se curva para o vento passar.
Paciente como as flores, que aguardam a primavera para mostrar sua beleza.
Observador como a águia, que acompanha sua presa do alto.
Determinado como o sol, que todos os dias desempenha sua função com glória.
Sábio como as estrelas, que aguardam o pôr do sol para mostrar seu brilho.
Dedicado como as abelhas, que todos os dias dão o melhor de si para ajudar ao semelhante.
Pai faça-me quente como o fogo firme, como a terra, límpido como a água e leve como o vento Dai-me sabedoria, fé, humildade e Paz de espírito!
Amém!

Recordações Garrafais


Existem momentos em que parece que chegamos ao zero, tudo parece sem sentido, perdido, obsoleto. E quando determinadas pessoas chegam a esse ponto, tudo acaba realmente, porém, existem algumas, com a capacidade de nunca desistir, de imutar-se, regenerar-se! E é essa a Essência Fênix. Na verdade, todos têm a capacidade de desenvolvê-la, basta apenas, acreditar na mudança. Já passei por essa situação algumas vezes, e resolvi externá-la, mesmo que para ninguém. Quando tudo chegar ao fim, procure sempre um novo começo, uma nova alternativa, um novo espetáculo em que se possa atuar, não me dou por vencido nunca.

E se ao pó eu for, dele, me faço novo! Nada melhor do que um bom e longo momento de reflexão para tornar claro o que parecia completamente obscuro, e é exatamente dessa forma que devemos agir no nosso cotidiano, toda a carga que pesava em meus ombros ontem a noite, sumiu! E o velho Renato está de volta! Seja acima de tudo, racional, e por mais que pareça divertido ser imprevisível, em algum momento, você também será pego de surpresa, e verá o quão ruim é essa situação. A leveza na minha voz e a certeza no meu olhar voltou a me acompanhar, e tudo que passou passado é.

Lancei minha sorte ao mar, e sobre novos horizontes navegarei!
As recordações escrevi, em papel de carta, e dentro de uma garrafa, contive-as. Agora, vagarão sem rumo, e se um dia reencontrá-las, quem sabe, não tornem ao meu presente.
Mas não agora!

sexta-feira, 16 de maio de 2014

Proverbio 15.13

O coração alegre aformoseia o rosto; mas pela dor do coração o espírito se abate (Provérbios 15.13)

Para você que passa o tempo todo a lamentar:

Chorei por não ter sapatos de marca, mas vi um homem agradecendo à Deus mesmo sem ter pés. Queixo-me por Deus não ter me dado olhos azuis, mas vi um cego dando graças à Deus pela luz que ilumina um novo dia. Fico com raiva quando caminho andando e me canso, mas vejo garotos acelerados felizes nas suas cadeiras de rodas. Ganho preguiça de me levantar da cama, enquanto existe pessoas lutando para sair duma cama de hospital. Parei para refletir e vi que devemos agradecer por cada coisa que temos. Seja ela nos momentos maus ou bons. Porque existem pessoas passando por piores dificuldades da vida. 


Por:       Pr. Diego Souza.

Novembro Azul!!