quarta-feira, 27 de junho de 2012

Dias de Inverno

Graças a Deus chegou o inverno, não tão frio como se esperava, mas ele esta aí. -Tempo bom para dormir, trabalhar, Passear, brincar, namorar. -Nada melhor Que ficar em casa tomando aquele café Quentinho, e vendo um filme bem acompanhado. Bem – Vindo; Inverno!!   -Era inverno, estava muito frio lá fora, dentro de casa, eu olhava pela janela... Via as pessoas andarem pelas ruas exageradamente agasalhadas, pálidas e tremendo estranhamente. Eu nem lembrava mais como era o verão, aqueles dias frios e nublados de inverno me entristeceram profundamente. Não tomaria outra decisão, a não ser permanecer embaixo das cobertas, para sonhar com os dias quentes de verão e com as árvores e as flores da primavera, que há muito tempo não via naquela nova era. (Jéssica Beck)
Uma porta fechada de repente deixou uma esperança diferente parada sem saber aonde ir do lado de fora... O frio cortante que envolvia aquela noite marcava o pensamento como açoite não deixando uma única ilusão todas elas prevenidas... Não era primavera e nem verão Eu ali... Sondava o céu na escuridão ela se foi sem nem dizer adeus partiu apenas... Parecia até que ia voltar depois que eu acordaria quando o sol nascesse para perguntar: que pesadelo foi esse? - Mas não era sonho... A realidade fustigou-me a alma eu tentei sorrir, tentei manter a calma encarei o mundo numa briga feia nada adiantou... Não virei o jogo, nem tampouco a mesa nessa vida ganha quem chega primeiro o amor não finge, ele é sempre inteiro mas nem sempre vive...

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Pornografia faz crianças acharem estupro normal.

O alerta está sendo dado pela Sue Berelowitz, Comissária para a Infância no Reino Unido, que aponta que não há cidade ou vila em que as crianças não estão sendo vítimas de exploração sexual. O número de vítimas está na casa dos milhares e, segundo Peter Davies, diretor do Child Exploitation and Online Protection Centre, uma em cada 20 crianças é vítima de abuso sexual. E o acesso precoce à pornografia na internet está na raiz dessa exploração: as crianças estão crescendo com uma visão totalmente deturpada do que é sexo e do que é um comportamento sexual normal. Alguns dos meninos que estavam envolvidos em atos de abuso sexual falaram que “era como estar dentro de um filme pornô”. “Eles viram coisas e depois repetiram o que viram. Definitivamente isso afetou os limites do que eles pensam ser normal”, contou Berelowitz. A exploração sexual aparece de diversas formas, desde crianças que vão para um parque para encontrar um amigo virtual e acabam sendo estupradas por gangues de outras crianças (e outros grupos de crianças são convocadas por celular para estuprar a mesma criança em outra parte do parque, em uma tortura sexual que, em um caso descoberto recentemente, durou alguns dias), ou crianças de 11 anos que acham que têm que praticar sexo oral em grupos de outras crianças durante períodos de até duas horas, até adultos que se passam por crianças em sites online como o Habbo ou o Facebook, onde um homem de 40 anos que se passava por um menino tinha mais de mil meninas entre 12 e 14 anos como “amigos”. No site Habbo, uma produtora de televisão (Channel 4 News, do Reino Unido) se fez passar por uma criança de 13 anos. Depois de dois meses de experiência, Rachel Seifert relatou que o bate-papo era bastante sexual, perverso, violento e pornográfico, além de bastante explícito. Logo nos dois primeiros minutos de acesso, já perguntaram se ela tinha webcam, e pediram para ela tirar toda a roupa. Como se não bastasse as crianças acharem normal o estupro e a violência sexual, ainda existem adultos que as obrigam a fazer sexo e filmam tudo para garantir a cumplicidade delas, criando uma “rede de abusos”. Também existem pessoas usando artifícios ilícitos para obter sexo, como um grupo de homens que foi condenado por dar bebidas e drogas a meninas de 13 anos para usá-las para o sexo.

Fonte: Mob Mundial

Novembro Azul!!