sábado, 22 de dezembro de 2012

O Pai o Filho e o Tempo

Uma linda mensagem, vale a pena refletir Só R$25,00 Um homem chegou em casa tarde do trabalho, cansado e irritado encontrou o seu filho de 5 anos esperando por ele na porta . - "Pai, posso fazer-lhe uma pergunta?" - "O que é?" - respondeu o homem. - "Pai, quanto você ganha em uma hora?" - "Isso não é da sua conta. Porque você esta perguntando uma coisa dessas?", o homem disse agressivo. - "Eu só quero saber . Por favor me diga, quanto você ganha em uma hora?" - "Se você quer saber, eu ganho R$ 50 por hora." - "Ah..." o menino respondeu, com sua cabeça para baixo. - "Pai, pode me emprestar R$ 25,00?" O pai estava furioso, "Essa é a única razão pela qual você me perguntou isso? Pensa que é assim que você pode conseguir algum dinheiro para comprar um brinquedo ou algum outro disparate? Vá direto para o seu quarto e vá para a cama. Pense sobre o quanto você está sendo egoísta", "Eu não trabalho duramente todos os dias para tais infantilidades." O menino foi calado para o seu quarto e fechou a porta. O homem sentou e começou a ficar ainda mais nervoso sobre as questões do menino. - Como ele ousa fazer essas perguntas só para ganhar algum dinheiro? Após cerca de uma hora, o homem tinha se acalmado e começou a pensar. Talvez houvesse algo que ele realmente precisava comprar com esses R$ 25,00 e ele realmente não pedia dinheiro com muita freqüência. O homem foi para a porta do quarto do menino e abriu a porta. - "Você está dormindo, meu filho?", Ele perguntou. - "Não pai, estou acordado", respondeu o garoto. - "Eu estive pensando, talvez eu tenha sido muito duro com você a pouco?", afirmou o homem. "Tive um longo dia e acabei descarregando em você. Aqui estão os R$ 25 que você me pediu." O menino se levantou sorrindo. "Oh, obrigado pai!" gritou. Então, chegando em seu travesseiro ele puxou alguns trocados amassados. O homem viu que o menino já tinha algum dinheiro, e começou a se enfurecer novamente. O menino lentamente contou o seu dinheiro , em seguida olhou para seu pai. - "Por que você quer mais dinheiro se você já tinha?" - Gruniu o pai. - "Porque eu não tinha o suficiente, mas agora eu tenho", respondeu o menino. - "Papai, eu tenho R$ 50 agora. Posso comprar uma hora do seu tempo? Por favor, chegue em casa mais cedo amanhã. Eu gostaria de ir a igreja com você." O pai ficou arrasado... Ele colocou seus braços em torno de seu filho, e pediu o seu perdão. É apenas uma pequena lembrança a todos nós que trabalhamos arduamente na vida. Não devemos deixar escorregar através dos nossos dedos o tempo sem ter passado algum desse tempo com aqueles que realmente importam para nós, os que estão perto de nossos corações, e principalmente o tempo para estar na casa de Deus. Não se esqueça de compartilhar esses R$ 50 no valor do seu tempo com alguém que você ama.

domingo, 2 de dezembro de 2012

Amanhecer II



Nete sábado  fui conferir o tão comentado e tão aguardado capítulo de 'A Saga Crepúsculo', a felicidade dos recém-casados Bella Swan (Kristen Stewart) e o vampiro Edward Cullen (Robert Pattinson) é interrompida quando uma série de traições e desgraças ameaça destruir o seu mundo. Mas a chegada de sua notável filha, Renesmee, dá início a uma perigosa cadeia de eventos que coloca os Cullen e seus aliados contra os Volturi, o temível conselho de líderes vampiros, preparando o palco para uma grande batalha
Ultrapassando as fronteiras culturais, existentes pelo mundo. Amanhecer parte 2 saiu da rotina nostálgica melancólica do casal Bella e Edword. O que se via nos episódios anteriores era um roteiro repetitivo. Bela com um aspecto de Viciada em entorpecentes, que implorava para permanecer ao lado de Edword e receber a tão sonhada e esperada mordida. A saga Crepúsculo parte final parecia mais a franquia dos Ex- men. A Protagonista Bella (Stewart) agora uma poderosa vampira que tem que aprender a controlar seus novos poderes vampirescos. – E que poderes! Sua Filha Renesmee metade humana e metade Vampira vêm com um crescimento anormal e um dom especial de adentrar a mente dos outros e convencê-los, com apenas o tocar de suas mãos. Sem falar que ela se tornou dona do domesticado Lobisomem que por sua vez parecia ser meio pedófilo Jacob( Lautner). Amanhecer parte 2 rompeu as barreiras do preconceito como dizem por aí. E transcendeu as fronteiras culturais. Vampiros ou mutantes? - Sinceramente não sei. Forças do mal ou super-heróis. Sinceramente eu achei que fui ao cinema ver a segunda temporada dos Ex-men Dr: Carlisle Cullen (Peter Facinelli)- no papel do professor Xavier. De fato o filme veio com Vampiro de todos os tipos, estilos e tribos. Para defender a pequena  Resmee vieram vampiros dos quatros continentes. Da Índia veio um vampiro com poderes de controlar os quatro elementos, vento, fogo, terra, água. Da para imaginar  uma mistura da Tempestade com o Tocha Humana e o Capitão Ciclope(ciclone) Ou melhor um Capitão Planeta (rsrs). Vampiros Coreanos, Islandeses. Vampiros que soltam uma fumaça negra que cega suas presas, vampiros itinerante bem Hippie. Vampiros que soltam descargas elétricas criam escudos de proteção. Sem falar na Diversidade, Vampiros Colorido. Diretamente da Itália um casal dano pinta, e bem barraqueiros. Seguindo duas Amazonas ( Ou índias da Amazônia) meio sei lá uma delas com o nome de Senna. E para não fugirmos da tradição do tropicalismo e sensualidade a flor da pele. Do Brasil veio um Índio vampiro seminu. com poderes de se adaptar a qualquer clima. É  fato que desta vez o filme tem uma pitada de humor a mais Fui conferir e tirei minhas conclusões e o que penso do filme, mas prefiro deixar restrito. O que posso dizer é que: Os consagrados atores do longa desempenharam um ótimo papel e os novatos abrilhantaram a trama.

Dirigido por Bill Condon.
Elenco: Kristen Stewart, Edward Pattinson, Taylor Lautner, Peter Facinelli, Ashley Greene, Elizabeth Reaser, Billy Burke, Nikki Reed, Kellan Lutz, Jackson Rathbone, Mackenzie Foy, Maggie Grace, Lee Pace, Mia Maestro, Christian Camargo, Rami Malek, Dakota Fanning e Michael Sheen.

domingo, 18 de novembro de 2012

O Poema Perdido





Pra que guarda chuva se a gente pode tomar chuva juntos e esperar o sol, a carruagem de fogo, secar nossas roupas e nos inebriar com a beleza do arco Iris.
Vem primavera fora de época, me abraça, me aquece, mostra-me teu calor, alimente-me com teu amor.
Vem essência de todas as flores, meu eterno encanto.
Vem, vamos despertar sentimentos, aflorar horizontes, deixar pegadas no céu, vem nossa carruagem é de fogo.
Somente tu estás na nuvem dos meus sonhos, vem sonhar comigo, entre nessa nuvem, como primavera que floresce.
A chuva cai para todos, mas a carruagem de fogo, é somente para aqueles que se molham juntos, somente assim poderemos chegar ao final arco íris.
Vem, descobri o segredo pra curar nossas feridas: é manter nossos corações unidos.


Rhenan Carvalho

A Santa Ceia de Da Vinci

Diz uma lenda referente à pintura da Santa Ceia, ou “Última Ceia de Jesus com seus Apóstolos”: Ao conceber este quadro, Leonardo da Vinci deparou-se com uma grande dificuldade: precisava pintar o bem - na imagem de Jesus, e o mal - na figura de Judas, o amigo que resolvera traí-lo durante o jantar. Interrompeu o trabalho no meio, até que conseguisse encontrar os modelos ideais. Certo dia, enquanto assistia a um coral, viu em um dos rapazes a imagem perfeita de Cristo. Convidou-o para o seu ateliê, e reproduziu seus traços em estudos e esboços. Passaram-se três anos. A “Última Ceia” estava quase pronta, mas Da Vinci ainda não havia encontrado o modelo ideal de Judas. O cardeal, responsável pela igreja, começou a pressioná-lo, exigindo que terminasse logo o mural. Depois de muitos dias procurando, o pintor finalmente encontrou um jovem prematuramente envelhecido, bêbado, esfarrapado, atirado na sarjeta. Imediatamente, pediu aos seus assistentes que o levassem até a igreja. Da Vinci copiava as linhas da impiedade, do pecado, do egoísmo, tão bem delineadas na face do mendigo, que mal conseguia parar em pé. Quando terminou, o jovem - já um pouco refeito da bebedeira – abriu os olhos e notou a pintura à sua frente. E disse, numa mistura de espanto e tristeza: - Eu já vi esse quadro antes! - Quando? Perguntou, surpreso, Da Vinci Há três anos atrás, antes de eu perder tudo o que tinha, numa época em que eu cantava num coro, tinha uma vida cheia de sonhos e o artista me convidou para posar como modelo para a face de Jesus. Resumo – Não deixe que suas decisões façam você trair a Jesus.... Não deixe que suas decisões te afastem de Deus.... Não deixe que sua decisão faça você perder a imagem do criador.


 Pr: Alex

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

O TEMPO

A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa. Quando se vê, já são seis horas! Quando se vê, já é sexta-feira! Quando se vê, já é natal... Quando se vê, já terminou o ano... Quando se vê perdemos o amor da nossa vida. Quando se vê passaram 50 anos! Agora é tarde demais para ser reprovado... Se me fosse dado um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio. Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas... Seguraria o amor que está a minha frente e diria que eu o amo... E tem mais: não deixe de fazer algo de que gosta devido à falta de tempo. Não deixe de ter pessoas ao seu lado por puro medo de ser feliz. A única falta que terá será a desse tempo que, infelizmente, nunca mais voltará.

 (Mario Quintana)

Insatisfação

Sabe, tem dia que você acorda bem faz tudo certo e do nada aparece uma surpresa e te da um tapa na cara e te joga pra baixo. Nesses dias que você tem que pensar em como reagir a tudo isso. Devemos pensar em nossa felicidade e tomar decisões sobre isso. Muitas vezes seremos egoístas em nossas escolhas, mas em longo prazo isso nos fará bem. Viva seu dia para ser melhor viva seu dia para fazer melhor. Se errou ontem essa é a chance de aprender e fazer diferente hoje. “Seja humilde, as pessoas são insatisfeitas por natureza.”

quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Em carta escrita antes da morte, Albert Einstein afirmou crer que Deus e a Bíblia são resultados da “fraqueza humana”


Uma carta escrita de próprio punho pelo físico judeu alemão Albert Einstein contém depoimentos pessoais do homem considerado o mais inteligente do século XX a respeito de Deus e religião. A carta está sendo leiloada por um lance inicial de US$ 3 milhões e foi escrita em alemão, 03 de janeiro de 1954, um ano antes de sua morte, e endereçada ao filósofo Erik Gutkind, autor do livro “Choose Life: The Biblical Call to Revolt”, que significa, em tradução livre, “Escolha a Vida: O Chamado Bíblico para a Revolta”. Na carta, Einstein afirma crer que religiões, a Bíblia e a crença em Deus são lendas resultantes de incapacidade humana: “A palavra de Deus é para mim nada além do que a expressão e produto da fraqueza humana, a Bíblia é uma coleção de lendas honradas, mas ainda primitivas, que são não obstante bastante infantis. Nenhuma interpretação, não importa quão sutil, pode (para mim) mudar isso”, escreveu o físico. O presidente da agência de leilões Auction Cause, que está organizando o evento que culminará na venda do documento, afirma que a carta é algo importante historicamente: “Essa carta, em minha opinião, é realmente de significado histórico e cultural, já que são pensamentos pessoais e privados daquele que é provavelmente o homem mais inteligente do século 20”, afirmou Eric Gazin. A carta, de acordo com informações do The Christian Post, será leiloada por um anônimo, com envelope, selo e carimbos originais. O documento teria sido comprado pelo atual proprietário pelo equivalente a US$ 404 mil, e poderá, durante o leilão, alcançar um valor de até três vezes superior ao pedido inicialmente. Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. (IICoríntios 4 : 4); Onde está o sábio? Onde está o escriba? Onde está o inquiridor deste século? Porventura não tornou Deus, louca a sabedoria deste mundo? (I Coríntios 1:20) Porque a sabedoria deste mundo é loucura diante de Deus; pois está escrito: Ele apanha os sábios na sua própria astúcia. (I Coríntios 3 : 19) E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são; (I Coríntios 1 : 28) É bom lembrar ao incrédulos como o sábio velhinho, Albert Einstein, que todo joelho se dobrará e toda a língua confessará que JESUS CRISTO É O SENHOR.



Por Tiago Chagas, para o Gospel+

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Transformando: A Cruz e o deserto


“Então Jesus foi levado pelo Espírito ao deserto, para ser tentado pelo diabo.” (Mateus)
 O pior deserto de Meu Filho Jesus não durou 40 dias. O pior deserto que Meu Filho Jesus passou durou um pouco de tempo no relógio dos homens. Foi um pequeno momento de separação, contido e expandido no clamor horrendo e angustiante de “Meu Deus, Meu Deus, por que me desamparastes?” Seu deserto pior durou estes poucos segundos.

 Porém, o que durou uns segundos para os que assistiam sem entender, para Meu Jesus, o Eterno Filho de Deus, quase toda a eternidade. E toda a Eternidade foi coberta pelo Sangue que derramou com a força de Seu grito, com a pressão de Seus pulmões, com os esguinchos de sangue da aflição eterna daquele momento. Um pecado causa a separação eterna de Deus. Uma gota do sangue de Jesus cobre este pecado por toda a eternidade.

 E é para esta Cruz que Eu quero que todos se aproximem e cheguem bem perto. Sim, aproximem-se. Cheguem bem perto. Olhai para a Sua salvação e vivam. Cheguem mais perto. E vejam, cada um, seus pecados perdoados, suas enfermidades saradas, seu ser completamente redimido, todo o universo reconciliado, a Igreja, Jerusalém celestial descendo e os Novos Céus e a Nova Terra. A Porta de entrada para o Meu Reino Eterno.

 A Cruz não é um mero fenômeno ou um sinal. É a mensagem completa e suprema do Meu Amor por ti. É alí, ao receber Meu Filho pela Fé que você mesmo si torna Meu filho, porque ao crer Nele Eu te dou poder para ser feito Meu Filho, por toda a eternidade. E você já está coberto por toda a eternidade pelo Meu sangue Eterno que derramei tanto pelo tempo quanto pela eternidade, no jardim, nos átrios do rei, no pátio do sinédrio, no caminho ao Gólgota, naquela Cruz e na sepultura.

 A Cruz é o Meu Trono, porque ali fui coroado como Filho que deu Sua vida por todos os Meus irmãos. É por isto que ao olharem para o Trono os homens não saberão muito bem se vêem o Cordeiro que foi morto ou o Leão da Tribo de Judá. Vêem um e outro, de fato, o mesmo Eterno Deus que sou. O Trono é a Cruz.

 Eu vi que Moisés se aproximava para observar o fenômeno. Eu vi que sua curiosidade se acentuou ao ponto de impulsioná-lo para aproximar-se sem medo do fogo que não consumia nem folhas e nem galhos. Aproximou sem discernir que o Fogo era Eu mesmo. Eu sou o Fogo Consumidor. Então Eu disse: “Não se aproxime. Não chegue perto.”

Não está escrito? “Aproximem-se de Deus, e Ele se aproximará de vocês! Pecadores, limpem as mãos, e vocês, que têm a mente dividida, purifiquem o coração.” (Tiago)

 Não está escrito? “O SENHOR está perto dos que têm o coração quebrantado e salva os de espírito abatido.” (O salmista)

 Mas existem momentos e experiências que na vida Eu encaminho, que Eu mesmo dou ordem para não se aproximar nem chegar perto. O Lugar em que estás é santo. Tire tuas sandálias.

 No início de tua caminhada haverá formalidades entre nós que ajudarão a você a aprender a andar comigo. Nesta caminhada muitos poderão te acusar de soberba e arrogância, mas no silêncio de tuas reações estarás seguro que os fatos de tua vida e os eventos que te suscederão te ensinarão o caminho da humildade, de tal modo que você caminhará humildemente com o Teu Deus quando perderes a consciência de ti mesmo e do que porventura poderias valer e representar.

 Tire tuas sandálias. Todo o lugar que andares será santo. Porque andarás comigo por todos os lugares. O que santifica não é a sarça que queima sem se consumir. Eu sou a Tua Santificação e é o andar comigo que leva você a não contaminar-se na tua caminhada por onde quer que andes.

 "Se alguém quiser acompanhar-me, negue-se a si mesmo, tome a sua cruz e siga-me. Pois quem quiser salvar a sua vida, a perderá, mas quem perder a vida por minha causa, a encontrará. Pois, que adiantará ao homem ganhar o mundo inteiro e perder a sua alma? Ou, o que o homem poderá dar em troca de sua alma?” (Jesus)

 Teus pés pisarão pisos de palácios, mas Eu estarei com você. Teus pés entrarão em casas de irmãos e estrangeiros, mas até alí você andará comigo. Teus pés pisarão nas pegadas de mágicos, bruxos, rebeldes e desobedientes, mas até ali você andará comigo e onde quer que você for será lugar santo, porque estarei contigo.

 Por que bradei do meio da sarça ardente para que não se aproximasse? Porque nas fornalhas da vida Eu estive presente, ao teu lado. Nem mesmo as chamas dos reis deste mundo podem queimar os Meus santos se Eu não quiser.

 Há tempo para sarças arderem-se em chamas sem se consumirem, há tempo para um monte inteiro ser envolto pelo Meu fogo e há tempo para chamas do Espírito descerem sobre os Meus filhos.

 “O monte Sinai estava coberto de fumaça, pois o SENHOR tinha descido sobre ele em chamas de fogo. Dele subia fumaça como que de uma fornalha; todo o monte tremia violentamente, e o som da trombeta era cada vez mais forte. Então Moisés falou, e a voz de Deus lhe respondeu. O SENHOR desceu ao topo do monte Sinai e chamou Moisés para o alto do monte. Moisés subiu.” (Moisés)

 E ele veio andando passo a passo, subindo cada centímetro entre pedras, pó de pedra e areiais. Enquanto dava seus passos, seu corpo tremia violentamente com o monte que também estremecia. E dentro da Minha Glória, com os ouvidos abertos cheios do som da trombeta, cada vez mais forte, passo a passo ele chegou no topo do monte. Na sarça Eu falei e ele respondeu. No monte ele falou e Eu respondi. Na sarça ele aproximou-se, Eu disse que parrasse. No monte Eu o convoquei para subir.

 Na tua vida haverão desertos e em nosso caminhar falarei contigo em momentos que serão muito especiais. Será a Minha Palavra para você como direção para o transeunte, como seta para o viajante e como referência para o cansado. Mas o que busco de Ti é que venha cear comigo no Monte da Minha Santidade quando a Minha Palavra deixa de estar simplesmente perto de Ti para estar na Tua boca, para entrar em teu ser e para consumar a obra que tenho em Ti.

 A obra de Meu Espírito na tua vida não é uma consequência de experiências passadas nem de atos premeditados que se acumulam um sobre o outro para gerar o que você se torna, mas é a Minha ação consciente em você para Te transformar, em ato de Minha criação, pela Palavra que enxertei em Ti, a Semente que teu inteiro ser recebeu de Mim, para fazer você como a Mim mesmo.

 Na Cruz do Calvário abri não somente caminho para o homem e Mim, mas abri caminho para vir e morar para sempre nos Meus filhos.

 A Cruz é o lugar eterno da redenção de homens por Deus tanto quanto é o lugar eterno da redenção do Filho que se fez pecado sem ter pecado, se fez Cordeiro no tempo e espaço da criação porque é Cordeiro Eterno.

A Cruz é o lugar da redenção de tudo, da reconciliação de Deus com toda a criação, do caminho do Eterno vir para sempre se fazer carne e habitar nas moradas eternas, Seus filhos redimidos.

Fonte: GREATER REVIVAL MINISTRIES

Fernanda Brum - Sessão de Fotos - Making of CD Liberta-me (Espaço Curio...

Fernanda Brum mostras tudo que aconteceu nos bastidores da sessão de fotos da capa do CD Liberta-me. Fernanda mostra detalhes exclusivos tanto da sessão de fotos quanto da confecção da capa. Está imperdível!De fato as fotos ficaram belas, e o ensaio fotografico do Liberta-me foi feito na Lagoa da Pampulha, em Belo Horionte. Como todos os outros albuns da Fernanda, o Liberta-me vem com canções profeticas extraordinarias. É só Bençãos!


sábado, 15 de setembro de 2012

Lindo - Diante do Trono




Aqui, em tua presença
Quero me render e me entregar
Motivações e pesares
Tudo deixo em Teu altar
Só quero esperar sempre aos Teus pés
Só quero habitar em quem tu és

Lindo, lindo
E eu nem sei como expressar
Lindo, Lindo
Tu és tão lindo pra mim

Aqui, em tua presença
Eu não temerei me quebrantar
Lavar Teus pés com meu chorar
Tudo o que eu sou vou derramar
Só quero esperar sempre aos Teus pés
só quero habitar em quem Tu és

Lindo, lindo
E eu nem sei como expressar
Lindo, Lindo
Tu és tão lindo pra mim

Lindo, lindo
E eu nem sei como expressar
Lindo, Lindo
Tu és tão lindo pra mim

Santo, Santo, Santo
Tu és, Tu és
Santo, Santo, Santo
Tu és, Tu és

Santo, Santo, Santo
Tu és, Tu és
Santo, Santo, Santo
Tu és, Tu és

Lindo, lindo
E eu nem sei como expressar
Lindo, Lindo
Tu és tão lindo pra mim

Lindo, lindo
E eu nem sei como expressar
Lindo, Lindo
Tu és tão lindo pra mim

“Eu faço desta canção trilha sonora da adoração que entrego ao meu Rei Jesus.

É como se eu estivesse aos pés do meu senhor, quebrando o meu vazo de alabastro

Que são minhas lagrima, e o louvor que sai dos meus lábios. “Mesmo em meio às provas as lutas, as tribulações; não existe lugar melhor para se estar do que aos pés do Senhor.”

"Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor." ( Romanos 8: 38 e 39)






Reina sobre mim





Senhor, Reina sobre mim
Reina sobre meus pensamentos
Reina sobre minhas decisões
Sem Ti, tudo que existe em mim é vão.

Se não for a Tua presença
Nada poderei fazer
Escolhas serão vazias, sem nexo,
E o resultado é me perder.

Se o Senhor não Reinar em mim
Não conseguirei suportar a pressão
Que este mundo insiste em fazer
Sobre minha vida, sobre meu coração.

Reinando sobre mim
Sei que jamais me abandonará
Os meus passos serão seguros
Pela fé vou andar.

Nada poderá me calar
O mundo inteiro ouvirá
Deste amor tão grande, tão verdadeiro e tão forte,
Que nos deu vida e que deseja nos salvar.

Junior Della Mea

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

O Livro dos Mártires de Jonh Fox



'A História dos sofrimentos e morte dos cristãos primitivos e
dos Martires protestante."


Está semana Eu fui à livraria em busca do livro a Patrística- Padres Apologistas, queria saber mais sobre a perseguição de Policarpo um respeitável Bispo de Esmirna. Foi uma árdua busca as livrarias de Belo horizonte, mas não consegui encontrá-lo. Acabei por comprar O Livro dos Martire (Jonh Fox) que também é maravilhoso e tem uma ótima saída no mercado. Estou lendo é ficando estarrecido com tanta barbaria contra os cristãos. O livro é ótimo e vai enriquecer com certeza seu ministério.

1. ESTEVÃO
. Sua morte foi ocasionada pela fidelidade com a que predicou o Evangelho aos entregadores e matadores de Cristo. Foram excitados eles a tal grau de fúria, que o expulsaram fora da cidade, apedrejando-o até matá-lo. a época em que sofreu supõe-se geralmente como a Páscoa posterior à da crucifixão de nosso Senhor, e na época de Sua ascensão, na seguinte primavera.
A continuação suscitou-se uma grande perseguição contra todos os que professavam a crença em Cristo como Messias, ou como profeta. São Lucas nos diz de imediato que "fez-se naquele dia uma grande perseguição contra a igreja que estava em Jerusalém", e que "todos foram dispersos pelas terras da Judéia e de Samaria, exceto os apóstolos" (Atos 8:1, ACF).
Em volta de dois mil cristãos, incluindo Nicanor, um dos sete diáconos, padeceram o martírio durante a "tribulação suscitada por causa de Estevão" (Atos 11:9, PJFA).

2. TIAGO O MAIOR
O seguinte mártir que encontramos no relato segundo Lucas, na História dos Atos dos Apóstolos, é Tiago, filho de Zebedeu, irmão mais velho de João e parente de nosso Senhor, porque sua mãe Salome era prima irmã da Virgem Maria. Não foi até dez anos depois da morte de Estevão que teve lugar este segundo martírio. Aconteceu que tão pronto como Herodes Agripa foi designado governador da Judéia que, com o propósito de congraçar-se com os judeus, suscitou uma intensa perseguição contra os cristãos, decidindo dar um golpe eficaz, e lançando-se contra seus dirigentes. Não se deveria passar por alto o relato que dá um eminente escritor primitivo, Clemente de Alexandria. Nos diz que quando Tiago estava sendo conduzido ao lugar de seu martírio, seu acusador foi levado ao arrependimento, caindo a seus pés para pedi-lhe perdão, professando-se cristão e decidindo que Tiago não receberia sozinho a coroa do martírio. Por isso, ambos foram decapitados juntos. Assim recebeu, resoluto e bem disposto, o primeiro mártir apostólico aquele cálice que ele tinha dito ao Salvador que estava disposto a beber. Timão e Parmenas sofreram o martírio por volta daquela época; o primeiro em Filipos, e o segundo na Macedônia. Estes acontecimentos tiveram lugar no 44 d.C.

3. FELIPE
Nasceu em Betsaida da Galiléia, e foi chamado primeiro pelo nome de "discípulo". Trabalhou diligentemente na Ásia Superior, e sofreu o martírio em Heliópolis, na Frigia. Foi acoitado, encarcerado e depois crucificado, no 54 d.C.

4. MATEUS
Sua profissão era arrecadador de impostos, e tinha nascido em Nazaré. Escreveu seu evangelho em hebraico, que foi depois traduzido ao grego por Tiago o Menor. Os cenários de seus trabalhos foram Partia e a Etiópia, país no que sofreu o martírio, sendo morto com uma lança na cidade de Nadaba no ano 60 d.C.

5. TIAGO O MENOR
Alguns supõem que se tratava do irmão de nosso Senhor por parte de uma anterior mulher de José. Isto resulta muito duvidoso, e concorda demasiado com a superstição católica de que Maria jamais teve outros filhos além de nosso Salvador. Foi escolhido para supervisar as igrejas de Jerusalém, e foi o autor da Epístola ligada a Tiago. A idade de noventa e nove anos foi espancado e apedrejado pelos judeus, e finalmente abriram-lhe o crânio com um cacetete.

6. MATIAS
Dele se sabe menos que da maioria dos discípulos; foi escolhido para encher a vaga deixada por Judas. Foi apedrejado em Jerusalém e depois decapitado.

7. ANDRÉ
Irmão de Pedro, predicou o evangelho a muitas nações da Ásia; mas ao chegar a Edessa foi apreendido e crucificado numa cruz cujos extremos foram fixados transversalmente no chão [1] Daí a origem do termo de Cruz de Santo André.

8. MARCOS
Nasceu de pais judeus da tribo de Levi. Supõe-se que foi convertido ao cristianismo por Pedro, a quem serviu como amanuense, e sob cujo cuidado escreveu seu Evangelho em grego. Marcos foi arrastado e despedaçado pelo populacho de Alexandria, em grande solenidade de seu ídolo Serapis, acabando sua vida em suas implacáveis mãos.

9. PEDRO
Entre muitos outros santos, o bem-aventurado apóstolo Pedro foi condenado a morte e crucificado, como alguns escrevem, em Roma; embora outros, e não sem boas razões, tenham dúvidas a esse respeito. Hegéssipo diz que Nero buscou razões contra Pedro para dá-lhe morte; e que quando o povo percebeu, rogaram-lhe insistentemente que fugisse da cidade. Pedro, ante a insistência deles, foi finalmente persuadido e se dispus a fugir. Porém, chegando até a porta viu o Senhor Cristo acudindo a ele e, adorando-o, lhe disse: "Senhor, aonde vãs?" ao que ele respondeu: "A ser de novo crucificado". Com isto, Pedro, percebendo que se referia a seu próprio sofrimento, voltou à cidade. Jerônimo diz que foi crucificado cabeça para abaixo, com os pés para cima, a petição dele, porque era, disse, indigno de ser crucificado da mesma forma que seu Senhor.

10. PAULO
Também o apóstolo Paulo, que antes se chamava Saulo, após seu enorme trabalho e obra indescritível para promover o Evangelho de Cristo, sofreu também sob esta primeira perseguição sob Nero. Diz Obadias que quando se dispus sua execução, Nero enviou dois de seus cavaleiros, Ferega e Partémio, para que lhe dessem a notícia de que ia ser morto. Ao chegarem a Paulo, que estava instruindo o povo, pediram-lhe que orasse por eles, para que eles acreditassem. Ele disse-lhe que em breve acreditariam e seriam batizados diante de seu sepulcro. Feito isso, os soldados chegaram e o tiraram da cidade para o lugar das execuções, onde, depois de ter orado, deu seu pescoço à espada.

11. JUDAS
Irmão de Tiago, era comumente chamado Tadeu. Foi crucificado em Edessa o 72 d.C.

12. BARTOLOMEU
Predicou em vários países, e tendo traduzido o Evangelho de Mateus na linguajem da Índia, o propalou naquele país. Finalmente foi cruelmente açoitado e logo crucificado pelos agitados idólatras.

13. TOMÉ
Chamado Dídimo, predicou o Evangelho em Partia e na Índia, onde por ter provocado a fúria dos sacerdotes pagãos, foi martirizado, sendo atravessado com uma lança.

14. LUCAS
O evangelista foi autor do Evangelho que leva seu nome. Viajou com Paulo por vários países, e se supõe que foi pendurado de uma oliveira pelos idólatras sacerdotes da Grécia.

15. SIMÃO
Apelidado de zelote, predicou o Evangelho na Mauritânia, África, inclusive na Grã Bretanha, país no qual foi crucificado em 74 d.C.

16. JOÃO
O "discípulo amado" era irmão de Tiago o Maior. As igrejas de Esmirna, Sardes, Pérgamo, Filadélfia, Laodicéia e Tiatira foram fundadas por ele. Foi enviado de Éfeso a Roma, onde se afirma que foi lançado num caldeiro de óleo fervendo. Escapou milagrosamente, sem dano algum. Domiciano desterrou posteriormente na ilha de Patmos, onde escreveu o livro do Apocalipse. Nerva, o sucessor de Domiciano, o libertou. Foi o único apóstolo que escapou de uma morte violenta.

17. BARNABÉ
Era de Chipre, porém de ascendência judia. Supõe-se que sua morte teve lugar por volta do 73 d.C.

E apesar de todas estas contínuas perseguições e terríveis castigos, a Igreja crescia diariamente, profundamente arraigada na doutrina dos apóstolos e dos varões apostólicos, e regada abundantemente com o sangue dos santos.



Fonte : Extraído do livro de John Fox ( O Livros dos Mártires ).

sábado, 8 de setembro de 2012

Pastor ensina 15 razões para rejeitar o pecado e aceitar o sofrimento


O pastor David Murray escreveu um artigo lembrando de um sermão feito pelo puritano Thomas Manton a respeito da escolha de Moisés em não aceitar os prazeres do Egito para falar sobre as 15 razões que se deve escolher o sofrimento no lugar do pecado.

O artigo do professor de Velho Testamento e Prática Testamental do Seminário Teológico Puritano Reformado de Michigan, nos Estados Unidos, usa um discurso que pode ser aplicado em todas as áreas da vida de um cristão.

A começar ele oferece duas opções, a primeira seria aceitar o pecado, mesmo que seja o menor deles, algo que lhe traga riqueza ou outros prazeres materiais. E a segunda é aceitar o sofrimento por rejeitar o pecado.

Qual dos dois você escolheria? Antes do leitor responder, Murray comenta o sermão de Manto baseado em Hebreus 11:25, usando Moisés como exemplo de que vale a pena rejeitar o pecado “porque a maior aflição é melhor do que o menor pecado”, diz.

Veja as 15 razões:

1. No sofrimento a ofensa é feita a nós, mas ao pecar a ofensa é contra Deus, e que somos nós comparados a Deus?

2. O pecado nos separa de Deus, mas o sofrimento e aflição não, e, portanto a maior aflição deve para ser escolhida diante do menor pecado.

3. O pecado é o mal em si, quer o sintamos ou não, mas a aflição só é má para nossos sentidos e sentimentos.

4. A aflição traz inconvenientes somente sobre o corpo e as preocupações do corpo, mas o pecado traz inconvenientes sobre a alma.

5. Um estado de aflição é compatível com ser amado por Deus, mas um estado pecaminoso é um sinal do desagrado de Deus.

6. Aflição pode ser bom, mas o pecado nunca é bom.

7. Não há nada que humilhe um homem mais do que o pecado.

8. Aflições vem de Deus, mas o pecado do diabo.

9. A aflição é enviada para impedir o pecado, mas o pecado não deve ser cometido para evitar a aflição.

10. O mal do sofrimento é momentâneo, mas o mal do pecado é para sempre.

11. Nos sofrimentos e perseguições perdemos o favor dos homens, mas pelos pecados perdemos o favor de Deus.

12. Sofrer não é nossa escolha, mas pecar é escolha nossa. Aflições são infligidas, os pecados são cometidos.

13. Um homem aflito pode morrer alegremente, mas um homem em pecado não.

14. O pecado é contrário à nova natureza, mas a aflição é contrária apenas à velha.

15. Quando você deliberadamente escolher o pecado, em pouco tempo terá a maior das aflições.

Ainda quer ficar com a sua escolha?

Fonte: Gospel Prime

Pastor Yousef Nadarkhani é absolvido da apostasia, e é libertado


A Christian Solidarity Worldwide (CSW), foi informada de que Yousef Nadarkhani, da Igreja do Irã, pastor condenado à morte por apostasia, foi liberado e está em casa com sua família.

De acordo a fontes confiáveis, durante o encerramento do processo judicial, hoje (08), o pastor Nadarkhani foi absolvido da acusação de apostasia, mas considerado culpado de evangelizar muçulmanos. Ele foi condenado a três anos de prisão para a última acusação, mas liberado porque já havia cumprido este tempo.

Pastor Nadarkhani foi preso em sua casa na cidade de Rasht em 2009 logo depois de questionar o monopólio muçulmano de instrução religiosa para as crianças, o que ele sentia era inconstitucional. Ele foi condenado à morte por apostasia no ano de 2010, uma decisão que foi confirmada pelo Supremo Tribunal Federal em 2011. Embora o código penal iraniano não especificou de morte por apostasia, uma brecha constitucional permitiu juízes para se referir a Sharia lei e fatwas autoritário para justificar tal sentença. Hoje, o pastor havia sido esperado para enfrentar novas acusações por crimes não especificados, mas foi liberado em vez.

O executivo-chefe da CSW, Mervyn Thomas, declarou: “A CSW tem o prazer de informar sobre a liberação do Pastor Nadarkhani, depois de um longo encarceramento. Elogiamos o judiciário iraniano por esta etapa, que é um triunfo para a justiça e o Estado de direito. Enquanto nos alegramos com estas maravilhosas notícias, não se esqueça que centenas de outros são perseguidos ou injustamente detidos por conta de sua fé, e CSW está empenhada em continuar a campanha até que todas as minorias religiosas do Irã são capazes de desfrutar a liberdade religiosa como garantido pelo Pacto Internacional sobre os Direitos Civis e Políticos direitos, do qual o Irã é signatário”.

No Brasil, durante a visita do presidente do Irã Mahmoud Ahmadinejad à Rio +20 foram feitos vários protestos, dentre eles mobilizações realizadas por pastores como: Marco Feliciano, Silas Malafaia, entre outros, que se dispuseram a ajudar em prol da vida deste pastor. O seu julgamento marcado para a então data, 08 de setembro de 2012, foi finalmente uma vitória, não somente para Yousef, mas para todos que oraram pela sua vida.

Com informações traduzidas e editadas de: CSW

sexta-feira, 7 de setembro de 2012

Oração do Agradecimento




Amo a vida, que é bela e é consentida.

Muito obrigada, Senhor, pelo que me deste, pelo que me dás! Muito obrigada pelo pão, pelo ar, pela paz! Muito obrigada pela beleza que meus olhos veem no altar da natureza! Olhos que fitam o ar, a terra e o mar. Que acompanham a ave fagueira que voa ligeira pelo céu de anil, E se detém na terra verde salpicada de flores em tonalidades mil!

Muito obrigada, senhor, porque eu posso ver o meu amor! Diante de minha visão, detecto os cegos, Que se atormentam na escuridão, que se debatem na solidão, que sofrem na multidão Por eles eu oro, e a ti imploro com comiseração Eu sei que depois desta lida, na outra vida, Eles também enxergarão! Obrigada pelos ouvidos meus que me foram dados por Deus.

Ouvidos que ouvem o tamborilar da chuva no telheiro, A melodia do vento nos ramos do salgueiro, Ouvidos que ouvem a música do povo que desce do morro na praça a cantar E a melodia dos imortais, que a gente ouve uma vez e não esquece nunca mais Diante de minha audição, pelos surdos, eu formulo uma oração;

Eu sei que depois desta dor, no teu reino de amor, Eles também escutarão! Muito obrigada, Senhor, pela minha voz Mas também pela voz que ama, que canta, que consola, que legisla, que alfabetiza, que ensina, que canta uma canção E teu nome profere com dúlcida emoção! Diante da minha melodia, deixa-me rogar Pelos que sofrem de afasia, pelos que não cantam de noite, não falam de dia.

Oro por eles porque eu sei que depois desta prova, na vida nova, Eles também cantarão! Muito obrigada, senhor, pelas minhas mãos! Mas também pelas mãos que aram, que semeiam, que agasalham. Mãos de ternura que libertam da amargura Mãos que apertam mãos, Mãos dos adeuses, Mãos de sinfonias, de psicografias, mãos de cirurgia, mãos de poesias, Mãos que atendem a velhice, a dor, o desamor, Mãos que numa noite fria, cuidam ou lavam louça numa pia, Mãos que à beira de uma sepultura abraçam alguém com ternura numa hora de amargura Mãos que acolhem ao seio do corpo, um filho alheio, sem receio.

Pelos meus pés, que me levam a andar sem reclamar. Muito obrigada, Senhor, porque posso bailar! Diante de meu corpo perfeito te quero louvar Olho para a terra e vejo aleijados, amputados, marcados, desesperados, paralisados… Eu posso andar! Por eles eu oro e a ti imploro Eu sei que depois dessa expiação, Na outra reencarnação, eles também bailarão. Muito obrigada, senhor, pelo meu lar! É tão maravilhoso ter um lar… não importa se este lar é uma mansão, Um ninho, uma casa no caminho, um bangalô, seja lá o que for! Importante é que dentro dele exista a presença da harmonia e do amor.

O amor de pai, de mãe, de marido e esposa, de filho, de irmão… A companhia de alguém que lhe estenda a mão, Mesmo que seja o amor de um cão, Pois é tão triste viver na solidão! Mas se não tiver ninguém para amar, um teto pra me agasalhar, Uma cama para repousar… mesmo assim, não reclamarei, Nem blasfemarei. Simplesmente direi: Obrigada Senhor, porque nasci. Obrigada Senhor, porque creio em Ti. Pelo teu amor, muito obrigada Senhor!

Texto de: Divaldo e Amália Rodrigues

As estratégias que satanás usa contra o homem




Texto: 1 Pedro 5:8 Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão,
buscando a quem possa tragar;


Tema: As estratégias que satanás usa contra o homem

Introdução: No texto que acabamos de ler o apostolo Pedro, chama a nossa atenção a respeito do nosso adversário, o apostolo nos alerta para sermos sóbrios, vigilantes, atentos, espertos a ficarmos de olho aberto quanto à astucia as estratégias e forma de operar do nosso inimigo, tenho podido reparar que de uma maneira geral as igrejas os pastores tem se preocupado em ensinar as suas ovelhas a aprenderem como receber favores de Deus de como alcançar prosperidade financeira de como prosperar em seus negócios enfim de como receber de Deus, mas, temos deixado de ensinar as nossas ovelhas a reconhecer uma cilada do nosso inimigo, que é astuto, que é cheio de artimanhas, ele gosta de ludibriar enganar as pessoas para que ele possa chegar e tragar a vida da pessoa. Muitos tem uma visão errada sobre satanás. Alguns pensam que o diabo é um ser totalmente inofensivo, como um leão velho e desdentado ou uma serpente sem veneno. Há outros que acham que o diabo jamais pode oferecer qualquer ameaça ou perigo para o crente. Alguns pensam que a igreja está ilesa a todo o ataque do adversário. Nesta noite vamos falar sobre o tema As estratégias que satanás usa contra o homem, vamos ver quais são as suas estratégias e como podemos nos defender e alcançar a vitoria.
1 – Ele faz com que as pessoas duvidem da sua existência.
Quantas e quantas vezes eu ouço pessoas dizerem o diabo não existe, isto é historia, o diabo não existe, não existe inferno, o inferno é aqui mesmo esta estratégia esta funcionando bem, pois enquanto as pessoas acham que ele não existe ele vai trabalhando e afundando cada vez mais a pessoa, pois se a pessoa não acredita no diabo ele também tem duvidas a respeito da existência de Deus, o que a pessoa não entende quando ela diz que o inferno é aqui é que: o que nos acontece tanto de bom ou de ruim é o fruto das nossas decisões a lei da semeadura que o apostolo Paulo fala em Gálatas tudo o que o homem plantar isto também ele colherá.
2 . ELE FURTA A PALAVRA DOS CORAÇÕES.
Jesus contou a parábola do semeador que saiu a semear (Mt 13.1-23). A semente que caiu à beira do caminho foi pisada pelos homens e comida pelas aves do céu (Lc 8.5). Jesus, interpretando a parábola, disse que essas aves simbolizam o diabo, que vem e arrebata a palavra do coração para que a pessoa não creia nem seja salva (Lc 8.12).
Aquela mensagem que fere o coração, que revela ao homem sua indignidade e a hediondez do seu pecado, que mostra a necessidade urgente de seu arrependimento e a inevitabilidade do juízo, essa é a mensagem que o homem pisa, pois ela golpeia o seu orgulho e o humilha até o pó. Dessa mensagem o diabo tem medo e faz de tudo para furtá-la do coração do homem.
3. ELE SEMEIA JOIO NO MEIO DO TRIGO.
Jesus fala que, enquanto os filhos do reino estavam dormindo, veio o diabo e semeou o joio, filhos do maligno, no meio do trigal de Deus, a igreja (Mt 13.24-30, 36-43). O diabo age aqui não de fora para dentro, mas de dentro para fora. Ele colocou os seus agentes dentro da igreja. Pessoas com aparência de crentes, com o nome de crente, usando jargões de crente, mas na verdade são filhos do maligno. Estão na igreja, são membros da igreja, mas pertencem ao reino das trevas, são filhos do diabo; preste atenção ao fato de que o diabo semeou seus filhos no meio da igreja, porque esta estava dormindo. Enquanto a igreja dorme, o diabo trabalha.
4. ELE INTERCEPTA A RESPOSTA ÀS ORAÇÕES DOS SANTOS.
Daniel, vivendo na Babilônia, sob o governo de Ciro, rei da Pérsia, estava orando e jejuando durante 21 dias. A Bíblia diz que Deus ouviu e deferiu a oração de Daniel desde o primeiro dia em que o profeta dirigiu aos céus a sua oração. Todavia, o anjo mensageiro que trazia a resposta ao profeta foi interceptado no caminho. Foi preciso que o arcanjo Miguel saísse em ajuda ao anjo mensageiro, para que Daniel recebesse a resposta. Nós provocamos grandes reações no reino espiritual quando nos colocamos de joelhos para orar. O diabo treme quando vê um santo de joelhos. Quando a igreja ora, os céus se movem, o inferno treme, e coisas novas acontecem na terra. Nenhuma igreja pode estar preparada para a batalha espiritual se não tem uma vida de oração. As orações são os mísseis que atiramos contra o arraial do inimigo, desarmando suas ciladas e neutralizando suas estratégias. Quando a igreja permanece na oração, os anjos de Deus se agitam nas regiões celestes, guerreando em nosso favor.
5. ELE OPRIME PESSOAS COM ENFERMIDADES.
A Bíblia faz referência a algumas pessoas que o diabo oprimiu com enfermidade: é o caso de Jó, da mulher, filha de Abraão, que andou encurvada dezoito anos, (Lc 13.10-17), com um espírito de enfermidade, e de outras pessoas com surdez, mudez e loucura. As pessoas que sofrem dessas enfermidades precisam ser libertas do jugo do diabo. Foi isso que Jesus fez com aquela pobre mulher que andava cabisbaixa durante dezoito anos. Há pessoas que vivem debaixo desse terrível cativeiro de uma enfermidade provocada pela ação do maligno. Precisamos ter discernimento para não cairmos no pecado dos amigos de Jó, que viram a sua grave enfermidade procedente das mãos de Deus. Mas, quando lemos o livro de Jó, descobrimos que por trás de todo aquele espetáculo de sofrimento e dor estava a mão iníqua de Satanás. E o Senhor permitiu toda aquela tragédia na vida de Jó para que Satanás saísse derrotado e Jó mais fortalecido.
6. ELE ATORMENTA AS PESSOAS EM CUJO CORAÇÃO NÃO HÁ ESPAÇO PARA O PERDÃO.
Quem não perdoa não tem paz. Quem guarda mágoa no coração e nutre ressentimento na alma vive atormentado (Mt 18.23-35). Paulo, em Efésios 4.26 e 27, diz que a ira é uma porta de acesso que o diabo encontra para atormentar a vida de alguém. Quando uma pessoa agasalha a mágoa e o ressentimento no coração, tornando-se azeda de ódio, o diabo assume controle de sua vida para lhe causar grandes danos. Jesus diz que o grande segredo para ministrarmos o perdão aos nossos devedores e aos nossos ofensores é reconhecer a grandeza do perdão que recebemos de Deus.
7. ELE AGE NA DISSEMINAÇÃO DE ENSINOS FALSOS.
Paulo fala que nos últimos dias muitos obedeceriam a ensinos de demônios (1 Tm 4.1). O diabo é um grande inventor de religiões. É o pai de muitas doutrinas geradas nas sucursais do inferno, para desviar as pessoas da verdade. É o pai da mentira, que não suporta a verdade. Ele trabalha incansavelmente para criar novas doutrinas, novos credos, novas religiões. Temos de gritar como Isaías: “[...] à lei e ao testemunho! Se eles não falarem assim jamais verão a alva’’
(Is 8.20).
8. ELE ATACA A MENTE DOS HOMENS.
O diabo insinua dúvidas com respeito à veracidade da Palavra de Deus (Gn 3.1). Põe na mente das pessoas a falsa compreensão de que o caminho da cruz poderia ser evitado sem afetar em nada a nossa salvação (Mt 16.21-23). Também atira sobre as pessoas seus dardos inflamados, colocando na mente delas pensamentos impuros e malignos. A mente é um campo de guerra, em que o inimigo peleja incansavelmente.
Mas, como vencer o diabo?
1. REVISTA-SE DO PODER DE DEUS (EF 6.10). Efésios 6.10 nos fala da necessidade de poder. Quando olhamos para a igreja de hoje, constatamos algo de errado. A igreja está fraca, os crentes estão sem autoridade. Estamos como os discípulos de Jesus no sopé do monte da transfiguração; impotentes diante da terrível manifestação do diabo. Para confrontar o poder das trevas, precisamos do poder de Deus. Jesus disse que o poder para confrontar o maligno só se consegue com oração e jejum.
2. USE DE TODA A ARMADURA DE DEUS (EF 6.11,13). Paulo fala de sete peças dessa armadura. Sete é o numero da perfeição. É preciso revestir-se de TODA a armadura de Deus: 1. O cinto da verdade; 2. A couraça da justiça; 3. Os pés calçados com a preparação do Evangelho da paz; 4. O escudo da fé; 5. O capacete da salvação; 6. A espada do Espírito; 7. A oração. Se você deixar de usar uma dessas peças da armadura, não terá vitória nessa guerra espiritual.
3. MANTENHA VIGILÂNCIA CONSTANTE (EF 6.11). Ficar firme contra as ciladas é ficar atento, de olhos abertos, vigiando a todo instante. É ficar de prontidão para o combate.
4. NÃO CEDA ÀS PRESSÕES (EF 6.13). Se não estivermos atentos, corremos o risco de ficar revoltados e amargurados com Deus ao nos deparar com o dia mau. Precisamos ter discernimento para não cair nessa cilada do diabo.
5. NÃO ABRA GUARDA DEPOIS DE UMA VITÓRIA (EF 6.13). A nossa luta continuará até que o diabo seja lançado no lago do fogo. Enquanto aqui estivermos, viver é lutar.

Fonte: Portal Padom

sábado, 25 de agosto de 2012

Pr. Josue Brandao - Jesus um Homen inigualavél


Eis ae,um Grande Ministro do evangelho desta Geração Pr: Josue Brandão. Essa grande mensagem falou muito ao meu Coração; JESUS um Homem inigualavél.

Um Bandeirante da Fé



Neste Sábado 25/08, juntamente com minha família comemoramos o aniversário do meu velho pai. Não sei explicar, mas me senti muito triste uma solidão profunda uma sensação de abandono. Senti-me traído por meus colegas de ministério, pensei em JESUS que foi abandonado pelos que andavam com ele. Decidir então buscar uma resposta para esse buraco na minha alma, mesmo eu sendo Cristão. Deparei-me com este texto que trouxe alento para minhas aflições.

A vida cristã não é um mar de rosas. Ser cristão não é viver numa redoma de vidro nem pisar em tapetes aveludados. Vida cristã é uma guerra sem trégua contra o mal; é uma luta sem pausa contra o pecado; é uma batalha contínua contra a carne, o mundo e o diabo. A vida do apóstolo Paulo retrata essa verdade de forma eloquente. A despeito desse bandeirante da fé ser o maior pastor, evangelista, missionário, teólogo e plantador de igrejas da história do cristianismo, encerrou sua carreira enfrentando cinco dramas pessoais. Vejamos quais foram.

Em primeiro lugar, o drama da solidão (2Tm 4.9,11,21). Paulo estava preso numa masmorra romana, na antesala do martírio e no corredor da morte. O tempo da sua partida havia chegado. E, nesse momento final da vida, em vez de estar cercado de amigos, estava sozinho, curtindo dolorosa solidão. Mesmo tendo a assistência do céu, carecia da solidariedade humana; mesmo sendo assistido por Deus, desejou ardentemente a presença dos seus amigos. A solidão é uma dor que dói na alma, e Paulo não teve vergonha de expressá-la publicamente.

Em segundo lugar, o drama do abandono (2Tm 4.10). Paulo foi abandonado por Demas no final da vida. Aquele que deveria estar do seu lado bandeou-se para o mundo e abandonou o veterano apóstolo. Aquele que deveria estar encorajando o apóstolo diante da dura realidade do martírio que se aproximava amou o presente século e afastou-se. Paulo não apenas sentiu a dor da solidão, mas também sentiu na pele o aguilhão do abandono. Mesmo sabendo que Deus jamais o abandonaria, Paulo expressa a dor de ser abandonado por aqueles que um dia caminharam com ele.

Em terceiro lugar, o drama da traição (2Tm 4.14,15). Paulo foi traído por Alexandre, o latoeiro. Esse homem causou-lhe muitos males e resistiu também fortemente as suas palavras. Os historiadores afirmam que foi Alexandre, o latoeiro, que delatou Paulo, culminando na sua segunda prisão em Roma e, consequentemente, martírio. Não é fácil ser traído. Não fácil lidar com aqueles que buscam uma oportunidade para puxar o nosso tapete e apunhalar-nos pelas costas. Paulo sentiu de forma profunda esse drama. Em vez, porém, da guardar mágoa, entregou para Deus sua causa, dizendo: “O Senhor lhe dará a paga segundo as suas obras”.

Em quarto lugar, o drama das privações (2Tm 4.13). Paulo enfrentou no final da vida três tipos de privações: a privação emocional, pois sentiu-se só num calabouço úmido, escuro e insalubre; a privação mental, pois estava desprovido de seus livros e pergaminhos e, mesmo no ocaso de sua jornada, estava ainda sedento de aprofundar-se um pouco mais nas verdades eternas de Deus; e a privação física, pois na chegada do inverno precisava desesperadamente de sua capa, talvez velha e surrada, para cobrir-lhe o corpo cicatrizado do frio implacável. O maior expoente do cristianismo de todos os tempos está abandonado, jogado numa masmorra, à beira do martírio sem ter sequer uma capa velha para vestir-se.

Em quinto lugar, o drama da ingratidão (2Tm 4.16). Paulo abre o coração para expressar o seu drama, a dor de ter enfrentado o tribunal romano e, na sua primeira defesa, ninguém ter sido a seu favor. Aquele que investiu sua vida para plantar igrejas nas províncias da Galácia, Macedônia, Acaia e Ásia Menor foi abandonado por todos. Quando ele mais precisou de um ombro amigo, todos o abandonaram a sua própria sorte. Deus, porém, o assistiu e o revestiu de forças para cumprir, através desse bandeirante da fé, a pregação aos gentios. Deus o livrou não da morte, mas na morte e o levou a salvo para o seu reino celestial. Ao Senhor, portanto, toda a glória!

por: Rev. Hernandes Dias Lopes

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Vovô e Vovó




"Eternas figuras humanas que hoje queremos homenagear, contemplando com carinho os cabelos brancos, o profundo olhar, as rugas na fronte e na face, sinais da experiência e memória de tantos anos vividos. Que bom poder formar uma roda para ouvir com atenção os sábios conselhos, as palavras fartas, indicadoras de novos horizontes em nossa vida. Queremos tocar e sentir a energia que suas abençoadas mãos transmitem, e hoje, embora trêmulas, ainda semeiam os frutos da experiência de vida. Permita-nos, neste momento especial, acompanhar com ternura seus passos lentos, algumas vezes trôpegos, mas cheios da sabedoria que a vida lhes ensinou. Queremos abraçá-los e também aplaudi-los, com muita emoção e ternura, pedindo a Deus que os abençoe e lhes conserve a saúde. A esperança nos leva a crer que outros dias lindos acontecerão, pois vocês são frutos da mais bela obra que Deus colocou na nossa história."

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Feliz Dia do Amigo

Em todo tempo um Amigo


Um bom amigo te mostra o perigo
E também caminha contigo
Um bom amigo te traz um sorriso
E também uma lágrima se for preciso


Um bom amigo te faz sonhar
E também te faz acordar
Um bom amigo segura a mão
E também te dar um empurrão
Um bom amigo te fala com sinceridade
E também não esconde a verdade


Um bom amigo, amigo vai ser
Mesmo quando você não conceder.

O amigo não é apenas de um dia
Nem de um momento
O amigo é de uma vida
Uma parte que completa o todo
E que sem ela se perde a beleza do conjunto

O amigo é a pequena nota
Que forma o acorde perfeito
Da melodias dos sonhos, alegrias e até tristezas
Que toca na alma fazendo-a dançar
E até embala uma cantiga de ninar

O amigo é o sujeito da frase com quem se pode contar
É a rima da poesia que forma a essência do verso
O amigo é o X da questão
Porque a pergunta é sempre a vida
E a resposta é o amigo que te mostra o caminho e estende a mão.

terça-feira, 17 de julho de 2012

COM QUE GRAVATA DEVO IR?




Afinal de contas de onde surgiu a
gravata?




O termo gravata deriva do francês "cravate", que por sua vez é uma corruptela de "croat", em referência aos croatas, que primeiro apresentaram a indumentária à sociedade parisiense. Provavelmente, a primeira utilização de objetos de forma semelhantes às gravatas hoje conhecidas foram identificadas entre os egípcios. Arqueólogos identificaram em torno do pescoço de múmias egípcias uma espécie de amuleto conhecido como “Sangue de Ísis”. Esse objeto em ouro ou cerâmica possuía a forma de um cordão arrematado com um nó, cuja função seria de proteger o finado dos “perigos da eternidade".
Outra possível origem da gravata remonta há milhares de anos, quando os guerreiros do imperador chinês Shih Huang Ti’s usavam um cachecol com um nó em volta do pescoço como símbolo de status e de elite entre as tropas, de forma semelhante à gravata hoje conhecida.
Até uma época recente, imaginava-se que os romanos fossem os pioneiros no uso da gravata, como ilustra a famosa coluna de Trajano, em que pode ser visualizada ao nível do pescoço uma peça semelhante à gravata, conhecida como focale. Acredita-se que este acessório tenha sido utilizado pelos oradores romanos com o objetivo de aquecer suas gargantas. Atribui-se a introdução da gravata aos soldados croatas a serviço da França durante a guerra dos trinta anos. Os pedaços de tecidos, atados ao pescoço dos soldados com distintivos laços, teriam causado enorme alvoroço em toda a sociedade parisiense. Tal acessório era usado como distintivo militar pelos croatas, sendo de tecido rústico para os soldados e de algodão ou seda para os superiores.
Esses acontecimentos encontram-se no livro francês “La Grande Histoire de la Cravate” (Flamarion, Paris, 1994), conforme a seguinte passagem:
“Por volta do ano 1635, cerca de seis mil soldados e cavaleiros vieram a Paris para dar suporte ao rei Luis XIV e ao Cardeal Richelieu. Entre eles, estava um grande número de mercenários croatas. O traje tradicional destes soldados despertou interesse por causa dos cachecóis incomuns e pitorescos enlaçados em seu pescoço. Os cachecóis eram feitos de vários tecidos, variando de material grosseiro para soldados comuns a seda e algodão para oficiais”. Os franceses logo se encantaram com esse adereço elegante e desconhecido, que chamaram de cravat, que significa croata. O próprio rei Luis XIV ordenou que seu alfaiate particular criasse uma peça semelhante ao dos croatas e que a incorporasse aos trajes reais.

Dicas de estilo

Meias brancas com sapatos pretos, calças acima da cintura ou demasiado curtas, são exemplos comuns de erros graves em termos de estilo.

Jamais use roupas com manchas (café, molho de tomate, etc). O ideal é ter sempre uma calça e uma camisa sobressalente no escritório ou no carro.

Sua roupa deve estar de acordo com o seu corpo. A cintura das calças deve estar na altura dos quadris e a bainha - quando estiver em pé - deve tocar na sola do sapato.

Não use cintos com fivelas espalhafatosas. Fivelas gigantes cheias de cor e de motivos, geralmente, desvalorizam o visual. Esqueça tudo que seja excessivo e que chame muito a atenção.

Evite roupa com grandes logotipos de marcas.

Por muito baixo que seja, nunca use plataformas ou solas compensadas. Os sapatos mais simples são, na maioria das vezes, os mais indicados. Escolha sapatos com sola de borracha para usar num visual mais esportivo e sapatos de sola rija, mas baixa, para usar com terno. Tenha também um par de tênis simples que possa usar em momentos mais casuais.

Para quem decidir usar perfume, que seja usado discretamente, de forma que seja sentido somente ao se aproximar das outras pessoas.

Para combinar sapatos e meias:
Para calça de cor clara (cinza ou bege) o ideal é usar sapato café, marrom ou caramelo e a meia da mesma cor do sapato.
Para calça preta o ideal é usar sapato e meia pretos.
Calça cinza escura pode ser usada com meia preta ou cinza.
Diante de tantas variações de cores do jeans, valem duas regras:
Para calças jeans em tons claros o ideal é usar mocassim ou sapatênis caramelo ou bege e meia da mesma cor do sapato.
Os mocassins sem meia combinam bem com trajes informais.
Para calças jeans escuras é ideal usar mocassim ou sapatenis marrom escuro. O preto é permitido apenas nas lavagens azuis bem escuras ou que tendem para o cinza ou preto.
Para calça azul, o ideal é usar sapato café ou preto e meia da mesma cor do sapato.
Calça branca combina com lugares informais e são ótimas para o litoral. O ideal é usar sapato ou sapatenis brancos ou beges sem meia. Nunca usar sapato preto nessa combinação pois pesam no visual e atraem a atenção para os pés.
Estilo Retrô Moderno
Ternos sequinhos, calças justíssimas, mais skinnies que o skinny, rosa, roxo e brilho… Não há dúvida, o estilo retrô está a todo vapor, mas claro, com um toque moderno. Tudo aparentemente pensado para os mais magrinhos.

Nesta onda, entra também as gravatas e, com um pouquinho de bom senso e jogo de cintura, quase todos podem embarcar nessa moda, afinal, a gravata skinny já tem um lugarzinho reservado no guarda-roupa de qualquer homem jovem e moderno. E não é como enfeite não.

A não ser que você seja magrinho, use ternos bem sequinhos e tenha um estilo mais ousado, evite apostar numa superskinny (entre 4 e 5cm), prefira as mais larguinhas, entre 6,5 e 7cm, que são mais fáceis para combinar. O mesmo conselho é para aqueles que têm o tórax mais largo ou volumoso, pois a skinny muito fininha fica "perdida" no tronco.
Esses modelos mais larguinhos começam a ser conhecidos como Slim ou Slim Fit.
Ela é uma ótima opção para se usar em eventos noturnos e formais como casamentos (mesmo durante o dia… exceto para padrinhos, noivo e pais dos noivos), festas, jantares, recepções que exijam o bom e velho terno. Ela dá uma diferenciada imediata e rejuvenesce num passe de mágica. E nunca fica entediante visualmente. Se usada com uma bela estampa ou na cor vedete da estação então...

Bem, mesmo para os modelos Slim Fit, existem algumas regrinhas: para usar a sua skinny com terno, tanto o colarinho da camisa, como a lapela do paletó não podem ser largos ou grandes demais. Eles têm que comportar e se adequar à escala da gravata. Já o seu nó, pode ser o simples se você desejar manter o look super skinny, ou um meio Windsor ou mesmo Windsor para situações mais imponentes ou quando quiser uma skinny mais substancial. Só acrescentando que um nó mais bojudo como os dois últimos dão um arremate melhor.
E ainda… o paletó não pode ser larguinho não, tem que ser bem ajustadinho, com as mangas no lugar certo, caso contrário a gravata vai acabar sendo engolida pela “grandiosidade” do traje, o que seria um grande erro. O mesmo pode ser dito em relação ao jaquetão: um duplo não!
Outras maneiras de usar a sua skinny é de forma absolutamente casual chic com camisas de manga longa repuxada e pra fora da calça e com as de manga curta sem blazer nem nada pra dentro do jeans, com um suéter em V bem vertiginoso e camisa com o colarinho desabotoado…
Ou ainda com um terno de paletó zipado aberto ou mesmo o clássico com as proporções adequadas e camisa com colarinho undone (mais abertinho) e um tênis tipo Adidas nos pés.

Vai muito bem também com uma calça jeans escura e reta. Tênis de baladas, sapatênis, mocassins ou abotinados são o suficiente para arrematar o look casual chic.
Como deu pra ver, opções não faltam…

O nó:
O nó é muito importante e deve criar harmonia com o colarinho, proporcionando elegância e conforto.
A largura da gravata deve ser igual ou menor que a largura da lapela.
Um nó somente é considerado bem feito quando se encaixa elegantemente no ângulo formado pelo pescoço, preenchendo o colarinho.
Aconselhamos a não modelar os nós para obter um triângulo eqüilátero, mas sim, deixar uma leve assimetria, que dará maior elegância ao conjunto. Outra pequena sugestão é procurar sempre obter o efeito "colher", imprimindo com o indicador um rebaixamento na perna, logo abaixo do nó.

O Estilo:
A perna maior da gravata deve-se apoiar sobre o cinto e a perna menor nunca deve aparecer.
Em nenhuma hipótese a gravata deve ser usada dentro da calça ou da camisa.
Nó pequeno: é indicado para gravatas grossas e colarinhos estreitos.
Nó cruzado: é um nó elegante, mas muito elaborado. É utilizado com gravatas finas.
Nó simples duplo: É indicado para colarinhos italianos e gravatas ligeiramente finas.
Nó Windsor: também conhecido como nó inglês ou nó clássico. É um nó bastante volumoso, fica melhor com colarinhos largos, como por exemplo o colarinho italiano, e com gravatas de tecidos mais leves.
Nó Semi-Windsor: Este tipo de nó é uma alternativa entre o Windsor e o nó simples. Discreto, é indicado para os mais tímidos e menos ousados.Taí meus queridos a História e dicas de um acessório, muito importante para homens elegantes e que gosta de usar gravata.

Fonte de Pesquisa Wikipédia e Dr: Gravata

Ser Elêgante



Andar chick também é coisa de homem. Foi se o tempo que homem tinha que ser desleixado, relaxado para mostrar masculinidade. Elegância masculina neste século

Tornou se primordial em todos os aspectos. Estar com uma aparência elegante, é bom

Para quem observa como também para quem esta sendo observado. A elegância masculina começa, no seu corte de cabelo, barba bem feita, indo até ao perfume que se usa. Isso meu amigo não é um luxo é um cuidado especial com sua aparência. Nada de usar qualquer corte de cabelo, deixar a barba por fazer, ou usar qualquer perfume ou vestir o que tem. Particularmente eu faço meu estilo e o meu cheiro.Não gosto de ser extravagante,mas também não quero passar despercebido.por isso sou muito observador e procuro sempre pesquisar para me manter informado e atualizado em todos os quesitos.

O terno e a gravata são peças que esbanjam o lado masculino e elegante de todo homem e ainda remete o lado sério de cada um. Como para todas as coisas existem regras essa combinação não fica de fora, se você não sabe como combinar a gravata com o terno, veja algumas dicas que podem ajudar você na hora de ficar mais charmoso:

- Para o cotidiano o correto é utilizar em gravata lisa, ou seja, com um cor só. Procure combinar tom sobre tom ou mesmo abuse das cores quentes na gravata e cores frias na camisa e no terno.

- Para gravatas estampadas procure por ternos que não sejam muito chamativos. Aposte no clássico preto, ou mesmo no cinza. Os modelos risca-de - giz são ótimos modelos para se combinar gravatas estampadas, mas lembre-se de usar ternos com cores frias para esse tipo de gravata. A camisa deve fazer um fundo, se você for usar um terno preto, por exemplo, procure uma camisa branca, preta ou algum sobre tom da gravata. Para achar o sobre tom de uma gravata estampada dê preferência a cor que mais se destaca.

- Na hora de comprar ou alugar o modelo de terno veja como anda seu corpo. Se você está em boa forma opte por modelos fit, que deixam o homem muito mais sensual. Se você anda acima do peso prefira os modelos clássicos ou o famoso.corte Italiano

- Os ternos claros combinam com camisas claras como as brancas ou azuis e uma gravata sobre tom ou o mais formal possível.

- Nunca use uma camisa estampada com uma gravata também com estampa. Além de dar muita “informação visual ao mesmo tempo“, você ficará totalmente fora de moda. Se você for usar uma camisa estampada prefira terno e gravata lisos, ou seja, apenas uma cor que deverá estar em harmonia com a gravata.

- Para as famosas camisas cor- de -rosa, procure usar tom sobre tom ou gravatas lisas, que assim você nunca erra. Para ter certeza que você está bem coloque uma gravata preta que combina com tudo.

- Outra dica que não tem nada a ver com gravatas mas com os ternos e a cor da meia ideal. Corra das meias esportivas e prefira as meias finas sociais. Para combinar a meia com o resto da roupa, você deve ou combiná-la com o terno ou combiná-la com o sapato, assim se você está usando um terno cinza e um sapato preto você pode optar por usar uma meia preta ou cinza.

Pois é amigo, procure ficar por dentro. Faça bonito, crie o seu estilo, mas não viole os padrões de elegância. Nada de usar terno com tênis branco ou sapa tênis. Tenho visto alguns jornalistas, atores, apresentadores, lideres políticos e religiosos cometerem esse erro e é lastimável. Se liga!

Fonte de Pesquisa:Terno da Moda

O Segredo da Felicidade



Certo jovem perguntou a si próprio qual seria o segredo da felicidade. Pensou que a felicidade estivesse no próximo, mas logo descartou essa possibilidade.
- Não! Que loucura a minha achar que a felicidade é encontrada no próximo. Quem precisa do próximo para ser feliz? Eu não preciso!
Após essa reflexão, ele viu atravessando a rua uma linda jovem com muitas sacolas, tudo indicava que ela estava saindo de um shopping. No seu semblante transmitia felicidade. O jovem logo pensou.
" Sim. A felicidade é encontrada no dinheiro, no poder. Tendo dinheiro e poder serei feliz. Quem precisa amar o próximo? Eu não preciso, aliás, é maior burrada pensar nisso."
Aquele jovem havia passado por uma grande traição. Seu melhor amigo o traiu. Traiu sua confiança, quando o viu namorando a garota que ele era a fim.
- Jamais o perdoarei por isso. De mim ele nunca ouvirá a palavra perdão.
E aquele jovem cresceu. Cresceu e tornou-se um homem amargo, frio e calculista. E o seu desejo de obter poder? Ele conseguiu. Tornou-se um grande empresário. Estava sempre rodeado de pessoas que aparentemente o amava, mas que na verdade o bajulavam, o olhavam apenas pelo o que ele tinha e o que era. Mas com o tempo, após ter conseguido tanto dinheiro, tanto poder, ele começou a refletir mais.
- Espera aí... O que eu mais queria na vida é ser feliz. Sempre almejei a felicidade constante. Mas onde ela está? Eu ainda não a tenho. Toda felicidade que tive até hoje foi passageira.
Disse ele para si próprio, diante de uma lareira, em sua casa na Serra. E quem estava com ele? Ninguém. Somente ele. Somente ele e sua reflexão. Em meio a tudo aquilo, ele deixou rolar uma lágrima. Percebendo isto, enxugou seu rosto e esbravejou:
- Que é isso? Por acaso não sou eu o maior e mais famoso empresário que essa cidade já teve? Então, por que essa lágrima? Por acaso sou aquele otário do meu amigo que roubou minha garota e que hoje vivem num subúrbio com seus dois filhos, que, aliás, são lindos. Não, não sou. Eu sou Pedro Medeiros.
Mas quem é Pedro Medeiros diante de Deus? Um homem incapaz de ser humilde, de ser bom e ter misericórdia. Saiba que pessoas como estás, Deus não os reconhecem como filho seu e muito menos gozam da verdadeira felicidade. Mas, afinal, qual é o segredo da felicidade? O dinheiro? O poder?
A palavra do Senhor diz em (Colossenses 3.12-17), que para conseguir a felicidade é preciso que estejamos revestidos, que nos consideremos eleitos de Deus, que possamos ter misericórdia, mansidão, bondade, humildade e longanimidade. Que é preciso suportar uns aos outros e perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o senhor vos perdoou, assim também perdoai vós.
Acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição.
" Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como bronze que soa ou como o símbolo que retine.
Ainda que eu tenha o dom de profetizar e conheça todos os mistérios e toda a ciência; ainda que eu tenha tamanha fé, a ponto de transportar montes, se não tiver amor, nada serei (...).
O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal, não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre tudo crê, tudo espera, tudo suporta (...)", 1 Coríntios 13.

Deus é o autor de nossa história e nós somos co-autores que sempre estamos contrariando as escolhas de Deus. O fim da história de Pedro poderia ser um final feliz, como sempre gostamos de ouvir. Poderia muito bem dizer, que ele ouviu essa mensagem e se redimiu, pois bem... Foi realmente isso que lhe aconteceu. Alguns anos depois, ele estava sentado à espera de seu vôo, quando se assentou ao seu lado um jovem. Aparentava ter uns quinze anos, mas não era um jovem qualquer, era um jovem de Deus. Sabe naqueles momentos em que estamos tristes, perdidos em nossas dúvidas e de repente aparece aquele enviado de Deus e te conforta com uma palavra. Foi isso que aconteceu. Aquele jovem percebeu a tristeza escondida naquele olhar frio e não temeu em falar sobre o salvador, pois devemos ser assim, quando Deus nos enviar para uma obra, não devemos contestá-los e sim agir. E aquele jovem falou acerca da vida de Deus, que é o maior amante do mundo.
“ Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu único filho, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” ( João 2;16).

O homem manteve-se fechado e frio, somente ouvindo o que o jovem falava. Mas aquele jovem sabia que o mais difícil já tinha feito, plantou uma semente no coração daquele homem, pois ele aceitou ouvir o que Deus tinha para ele. No final, o jovem entregou-lhe um panfleto.
O tempo passou. O jovem sempre orava para que aquela semente começasse a brotar e pudesse a vim dar frutos para o Senhor. Pedro não era o mesmo desde que ouviu a palavra do Senhor, mas também não queria aceitar facilmente essa mudança.
- O que está acontecendo com o meu íntimo? Nunca senti esse sentimento de compaixão, aliás, já senti, mas logo fui decepcionado.
Muitos podem achar que isso é apenas uma história, que ficção tudo possível, mas saiba que a oração de um justo é capaz de mover montanhas.

Numa certa noite, quando aquele jovem estava pregando no culto de Mocidade, um visitante já esperado apareceu. Já esperado porque Deus prometeu fazer a obra na vida daquele homem, e o que Deus promete Ele cumpre. Na hora do apelo, o jovem perguntou se havia alguém naquela noite que estivesse disposto a aceitar a Cristo em espírito e em verdade. Aquela semente que estava brotando levantou-se em meio à chuva, ou seja, em meio a lágrimas e confessou o nome do Senhor. No final do culto, Pedro conversou formalmente com aquele jovem.
- Chamo-me Davi. Aquele pequeno que lutou contra o gigante e ungido pelo Senhor venceu.
No meio da conversa, apareceram os pais do jovem. Para surpresa de Pedro aquele jovem que lhe falou sobre o amor de Deus, era fruto do amor entre seu amigo e sua ex-futura namorada. Não teve como controlar as lágrimas. Lágrimas que purificaram todo o seu ser. Que o transformou em um, outro homem.

PÃO DIARIO

Há lugar bom de se viver. Nos seus pés. Em Um mundo de rejeição e complexos, existe uma oportunidade em um local que sempre tem um lugar, ...