sábado, 30 de julho de 2011

A Grande Tragédia da Vida


É trágico alguém passar a vida preso dentro de si e de suas variadas cobiças.

É trágico alguém passar a vida na mentira, precisar de máscaras para relacionar-se com o próximo.

É trágico alguém passar a vida consumindo a energia alheia e não desenvolver a capacidade de se tornar um doador.

É trágico alguém passar a vida colocando os prazeres sexuais como alvo da felicidade a ponto de se tornar escravo do sexo.

É trágico alguém passar a vida cultivando inimizades e maldades em relação ao próximo.

É trágico alguém passar a vida sem vencer traumas de infância em relação aos seus pais.

É trágico alguém passar a vida sem nunca descansar de seus desejos e delírios. Nunca parar para apreciar um por do sol, pássaros brincando ou uma música tocando.

É trágico alguém passar a vida fazendo uma rotina sem sentido suas atividades, a ponto de lidar com o caráter essencial das coisas como se fosse algo vão.

É trágico alguém passar a vida construindo castelos de areia em seus corações, achando, por exemplo, que o dinheiro é tudo e não mais ouvir a voz de Deus.

É trágico alguém passar a vida sem reverenciar a fonte da sua existência e alienar-se quanto ao mistério que nos cerca.



Fonte: Rodrigo Luz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Novembro Azul!!